Atualização de vacinas e reforços

Algumas pessoas podem ter falhado uma vacinação ou não terem recebido o número recomendado de doses. Mas ainda vão a tempo.

Todos devem verificar se receberam as vacinas recomendadas a nível nacional e consultar um profissional de saúde caso sejam necessárias atualizações. Isto pode envolver o exame dos registos de vacinação ou dos calendários de vacinação em vigor quando a pessoa nasceu. Para algumas doenças, tais como varicela e a rubéola, é também possível fazer um teste para verificar se a pessoa é imune.

Se uma pessoa não sabe se foi vacinada contra uma determinada doença, pode geralmente receber uma dose extra sem aumentar o risco de efeitos colaterais graves (1).

    measles vaccine
    © iStock

    Podem ser organizados programas de atualização de vacinas para doenças específicas. Por exemplo, devido a um número crescente de casos de sarampo entre adolescentes e adultos jovens, existem programas de atualização em vários países da UE/EEE para pessoas que possam ter falhado a vacinação contra o sarampo quando eram mais jovens ou que tenham ultrapassado a idade de vacinação infantil.

    A maioria das vacinas proporciona imunidade vitalícia.

    No entanto, algumas vacinas proporcionam uma imunidade que vai diminuindo com o tempo, conhecida como "imunidade em declínio". Alguns países recomendam doses de reforço em intervalos regulares durante a adolescência e a idade adulta, a fim de manter a imunidade durante um período de tempo mais longo contra, por exemplo:

    • difteria
    • tétano
    • tosse convulsa

    Alguns países recomendam reforços especificamente para indivíduos que viajam ou com risco aumentado de serem expostos à doença.

    Os prestadores de cuidados de saúde podem fornecer informações sobre as doses de reforço necessárias.

    --------------------------------------------------------------------

    Referências:

    (1) https://www.cdc.gov/cdc-info/vaccines-immunizations.html

    Programas de vacinação na UE/EEE

    Cada país da UE/EEE é responsável pela sua própria política nacional de saúde pública, incluindo...

    Vacinação obrigatória ou recomendada

    Cada país da UE/EEE aplica o seu próprio programa de imunização.

    Quando evitar a vacinação

    Uma vacina pode ser contraindicada para certas pessoas, o que significa que não devem recebê-la.

    Page last updated 13 Mar 2020